segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Hermafroditismo: manifestação de gônadas sexuais masculinas e femininas

   O hermafroditismo é uma anomalia sexual ainda pouco conhecida, configurando um distúrbio morfológico e fisiológico das gônadas sexuais de um indivíduo, que simultaneamente manifesta estrutura tecidual testicular e ovariana.   Através de estudos realizados foi descoberto que o hermafroditismo está associado a uma ocorrência de dispermia, ou seja, acontece uma fecundação normal (espermatozoide e óvulo saudáveis) e outra fecundação paralela anormal (espermatozoide e um óvulo inativo).
   Na maioria dos casos ocorre uma fusão do testículo e do ovário (que chamamos de ovotetis), ou desenvolvimento de um testículo e de um ovário posicionados lateralmente no corpo. Normalmente o hermafroditismo possui um aspecto externo da genitália masculina, nesse caso externamente o homem possui testículos e internamente possui ovários. Nas demais situações, a genitália possui aspecto feminino, pode apresentar órgãos femininos com um desenvolvimento anormal do clitóris ou dependendo do caso, apresentar duas ovotetis ou ovotetis e gônadas.
   Geralmente as pessoas com essa anomalia somente revelam o hermafroditismo durante a puberdade: onde ocorrem menstruação e crescimento das mamas em “meninos” e falha menstrual, crescimento do clitóris e surgimento de pelos em “meninas”.

Hermafrodita, famosa estátua exposta no museu do Louvre, em Paris