terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Moscas alimentam larvas com álcool para proteger de parasita, diz estudo

Substância é tóxica para espécies de vespas que atacam moscas.Pesquisa foi publicada pela prestigiada revista 'Science'.


   Uma pesquisa publicada nesta quinta-feira (21) pela prestigiada revista “Science” mostra que as moscas depositam suas larvas em locais ricos em álcool como uma forma de proteger suas crias contra um parasita.
   Existem espécies de vespas que atuam como um parasita perigoso para as moscas. A vespa fêmea coloca seus ovos dentro da larva da mosca. Quando crescem, essas larvas de vespa que estão dentro da mosca se alimentam dela. A mosca morre e as vespas se desenvolvem normalmente

Larvas de moscas em solução com e sem álcool, respectivamente à esquerda e à direita
(Foto: Todd Schlenke/AAAS/Divulgação)

   Quando as larvas de moscas têm uma alimentação rica em álcool, elas ficam protegidas dessa ameaça, porque a substância é tóxica para as vespas. As moscas, por outro lado, têm uma alta resistência ao álcool.   As moscas usadas no estudo foram as moscas-da-fruta. Como o próprio nome diz, elas se alimentam de frutas. Muitas vezes, essas frutas já estão em processo de decomposição e fermentam, o que as torna ricas em álcool.
   A equipe de Balint Kacsoh, da Universidade Emory, em Atlanta, nos Estados Unidos, mostrou que, em condições normais, a mosca prefere depositar as larvas em um local que forneça alimentos sem álcool, mas que isso muda em função da ameaça das vespas.
   Mesmo se houver uma vespa macho ou uma vespa não parasita por perto, a mosca escolhe os alimentos sem álcool. Para os especialistas, isso é uma evidência de que as moscas são capazes de distinguir diferentes tipos de vespas para saber quando há ou não uma ameaça para sua cria.
   Anteriormente, a mesma equipe já havia mostrado em outros estudos científicos que, uma vez infectadas, as moscas consomem quantidades exageradas como uma tentativa de matar o parasita.

FONTE: G1