segunda-feira, 29 de agosto de 2011

AULA 2ºANO - 29 DE AGOSTO DE 2011

FILO CNIDÁRIO

Do Grego (Cnid=urtiga), devido aos cnidócitos •
•Fósseis de Cnidários datam dp Pré-Cambriano (600 milhões de anos)
•São organismos aquáticos (marinhos ou de água doce)
•Formavam o Filo Celenterado junto com os Ctenóforos,
•Podem ser solitários (hidra, medusa) ou coloniais (corais
•Atualmente Filo Celenterado foi dividido nos Filos Cnidaria e Ctenophora. São conhecidas 10 mil espécies
•Está representado por hidras, medusas ou águas-vivas, corais, anêmonas-do-mar e vespas-do-mar.
Existem basicamente dois tipos morfológicos de indivíduos:
As medusas, que são livre-natantes 

Os pólipos, que são sésseis

Maioria são marinhos e formam colônias:
  • corais - colônias sésseis
  • caravelas - colônias flutuantes
•Simetria radial
•Diblásticos - organização do corpo em nível de tecidos
•Protostômios
•Ametaméricos

Os pólipos e as medusas, formas aparentemente muito diferentes entre si, possuem muitas características em comum

•Possuem um tipo de célula urticante denominada cnidócito - apresenta uma organela especializada denominada nematocisto - cápsula que contém em seu interior um líquido rico uma substância protéica tóxica e urticante - defesa e captura de presa.
•Os cnidócitos podem causar queimaduras em humanos
•Sistema nervoso: formado por uma rede difusa de neurônios sensoriais, motores e interneurônios (gânglios) na epiderme 

•Sistema sensorial:
 pólipos: células sensitivas da epiderme
 sifomedusas: células sensitivas da epiderme e estruturas sensoriais especializadas (ropálio)entre os lobos da margem da umbrela, têm :
estatocistos: órgãos de equilíbrio (informam ao animal sua posição em relação à gravidade e vibrações na água),
 ocelos: fotorrecepção
 células mecano quimioreceptoras: sensíveis ás vibrações e substâncias químicas na água
hidromedusas: possuem estatocistos ou ocelos entre as bases dos tentáculos, mas em espécies diferentes.

Sistema digestório incompleto:
-Pólipos : boca, hipostômio, faringe, celêntero (cavidade gástrica),
-Medusa: boca, manúbrio, celêntero, canais radiais
Digestão: extra e intracelular
•Sistema respiratório: ausente - trocas gasosas por difusão.
•Sistema excretor: ausente

Reprodução: sexuada e assexuada
•Assexuada:

•Sexuada: fecundação interna ou externa e direta; desenvolvimento externo, direto ou indireto (larva plânula)

Desenvolvimento direto:



Desenvolvimento indireto - metagênese ou alternância de gerações.



Deslocamento dos cnidários

Pólipos - alguns são fixos e outros podem se deslocar (ex: hidra = cambalhota)


Medusas - jatopropulsão - os bordos do corpo se contraem e a água acumulada na face oral é expulsa em jato, provocando o deslocamento do animal no sentido oposto.























Classe Hydrozoa

Hidra

Obelia

Caravela-portuguesa



Classe Scyphozoa
















Classe Anthozoa

 

IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA

Recifes de corais:
• Proporcionam ambiente ideal para o desenvolvimento de fauna e flora muito características;
• Graças às condições de iluminação e transparência da água, os recifes de corais são localidades de alta produtividade biológica;
• De todas as comunidades de águas rasas tropicais, os recifes de corais são as mais ricas em biodiversidade;
• Devido a certas características da formação de recifes, geralmente existe nesses locais forte movimentação de água - permanente migração e imigração de micro e macro fauna e flora, nutrientes e elementos, da plataforma continental para o recife, e vice-versa.

IMPORTÂNCIA MÉDICA
Acidentes causados cnidários:
• São comuns ao redor do mundo, incluindo acidentes graves e com registro de fatalidades em alguns mares.
• Todos os cnidários possuem cnidócitos e são potencialmente perigosos para o ser humano  sensibilidade ao efeito tóxico varia muito e pode estar associada a outro problema de saúde que a pessoa já apresente.
• Efeitos tóxicos: dor intensa, vermelhidão e inchaço da pele, alteração dos batimentos cardíacos, dificuldades na respiração, suor intenso, naúsea e vômitos. Ainda podem surgir efeitos alérgicos imediatos ou mais tardios.