domingo, 27 de fevereiro de 2011

3º Fase - Estrutura do DNA



ESTRUTURA DO DNA E RNA

Existem 2 tipos de ácidos nucléicos nos seres vivos: o DNA (ácido desoxirribonucléico) e o RNA (ácido ribonucléico). Essas substâncias são formadas por unidades menores denominadas nucleotídeos. Por sua vez, cada nucleotídeo é constituído de um grupo de fosfato, ligado a uma pentose (monossacarídeo com cinco carbonos), que se encontra unida a uma base nitrogenada.
            Existem cinco tipos de bases nitrogenadas: Adenina, guanina, citosina, timina (exclusiva do DNA) e uracila (exclusiva do RNA). As duas primeiras bases (adenina e guanina) são denominadas purinas e as outras três bases (citosina, timina e uracila) são denominadas pirimidinas.

Ácido desoxirribonucléico (DNA)

            Essa estrutura é formada por duas longas cadeias de nucleotídeos ligados uns aos outros e possui a forma de uma dupla espiral, parecendo-se com uma escada de cordas retorcidas. Os corrimões dessa escada seriam representados pelo conjunto de fosfasto e pentoses, e cada um dos degraus, por uma dupla de bases nitrogenadas ligadas às pentoses.

Estrutura do DNA: Além do fosfato, cada nucleotídeo de DNA possui uma pentose denominada desoxirribose e uma base nitrogenada. Sempre ocorre a ligação de uma base purina com uma pirimidina: adenina (A) liga-se com a timina (T) e a citosina (C) une-se à guanina (G). Essas ligações conhecidas como pontes de hidrogênio, por haver uma perde de uma molécula de água (H2O).

Ácido ribonucléico (RNA):

            Diferentemente do DNA, a molécula de RNA é constituída por uma única cadeia de nucleotídeos que tem o comprimento bem menor. Cada nucleotídeo possui um fosfato ligado a uma pentose e a base nitrogenada (adenina, guanina, citosina e uracila), lembrando que a timina é exclusiva do DNA e a uracila do RNA.
            É importante destacar que a formação do RNA é semelhante à duplicação, no entanto apenas uma das classes das cadeias de DNA é utilizada como “fita molde”.

Tipos de RNA:

            Durante a formação de uma proteína, processo denominado síntese protéica, ocorre a participação de três tipos básicos de RNA. Todos eles são produzidos no núcleo pelo processo de transcrição e possuem como molde um trecho da molécula de DNA, denominado gene. Após a formação, as moléculas de RNA deslocam-se para o citoplasma, onde executarão suas respectivas funções na síntese protéica.

RNAm (mensageiro): Este tipo de RNA carrega o código genético do DNA para o citoplasma, determinando assim a seqüência e a posição dos aminoácidos que formam uma certa proteína.
RNAt (transportados): O RNAt é o menor dos três ácidos ribonucléicos, pois é formado por uma curta cadeia de nucleotídeos que se encontra dobrada sobre si própria. Assim como ocorre o RNAm, o RNAt também é formado no núcleo e se desloca para o citoplasma. A sua função é capturar os aminoácidos existentes no citoplasma e transportá-lo até o RNAm localizado junto aos ribossomos.
RNAr (ribossômico): Este é o ácido ribonucléico que possui a cadeia mais longa e se encontra em maior quantidade na célula. Sua produção ocorre por regiões especiais denominados organizadores nucleolares, depois de formados, as moléculas de RNAm são armazenadas numa determinada região do núcleo, constituindo o nucléolo. Este tipo de RNA associa-se a proteínas, ainda no nucléolo e passa para o citoplasma, formando os ribossomos. Por isso, podemos dizer que o RNAr tem função estrutural.

Exercício:

1)      Como são formados o DNA e o RNA?
2)      Quantas e quais são os tipos de base nitrogenada?
3)      Qual a base nitrogenada exclusiva do RNA?
4)      Por onde ocorre a ligação entre 2 nucleotídeos?
5)      Como se chama a ligação entre 2 nucleotídeos?
6)      Quais são os tipos de RNA existentes?
7)      O que significa?
a)      D.N.A.
b)      R.N.A.
8)      Como é formado um nucleotídeo?
9)      Como se divide as classes de base nitrogenada?